Minha Casa Minha Vida

Minha Casa Minha Vida é o programa de financiamento de imóveis do Governo Federal para a população de baixa renda.

Artigo publicado por Bruna nas categorias: Compras, Imóveis, Variedades

Sair do aluguel é o desejo da maioria dos brasileiros e muitas vezes esse sonho é interrompido devido às altas taxas de juros cobradas pelo financiamento de casas e até mesmo pela burocracia exigida. No programa Minha Casa Minha Vida, não existem esses juros abusivos, uma pessoa que ganha 2 ou 3 salários mínimos tem a chance de comprar a sua casa sem ter de desembolsar grandes parcelas.

Para mais informações sobre o programa, assista ao vídeo abaixo:

Como Funciona?

O programa é, na verdade, um financiamento de imóveis pela Caixa Econômica com subsídios do Governo Federal para a população de baixa renda. As parcelas do seu financiamento vão variar de acordo com o seu salário. Para participar, você precisa ganhar no máximo 1.600 (mil e seiscentos) reais mensais (renda familiar) e não participar de nenhum outro programa do tipo.

Como me Inscrever no programa?

As inscrições do Minha Casa Minha Vida vai variar de acordo com cada cidade. Algumas prefeituras formaram verdadeiros centros de apoios para realizar essas seleções, mas independentemente de onde você mora, basta se dirigir até uma agência da Caixa Econômica Federal e solicitar a sua ficha de inscrição.

Cadastro na Caixa Económica Federal

Se você quiser se cadastrar diretamente pelo site da Caixa Econômica, precisa apenas clicar no link e depois escolher se a moradia que você deseja comprar é rural ou urbana e seguir os passos corretamente.

Documentos Necessários para Entrevista

Após fazer o cadastro, será marcada uma entrevista do Minha Casa Minha Vida, nela alguns documentos serão exigidos sendo que não pode existir nenhuma irregularidade nos mesmos.

casa própria

Documentos Necessários:

  • RG
  • CPF
  • Ficha de Cadastro Habitacional (a mesma ficha que você preenche para participar do programa)
  • Holerite dos últimos 6 meses
  • Extrato do FGTS
  • Declaração do imposto de renda
  • Cópia da carteira de trabalho
  • Certidão do estado civil
  • Comprovante de despesas (conta de água, luz, telefone, etc).

É importante ter em mãos sempre a cópia autenticada de todos esses documentos para que os mesmos tenham valor legal.



Comente!




*Campos obrigatórios