Fluoxetina

Remédio pode ajudar a emagrecer, mas deve ser usado em casos raros

Artigo publicado por Bruna nas categorias: Bem Estar, Saúde

Quem começa uma dieta para perder peso sempre pensa nos melhores métodos e como conseguir resultados rápidos. É a pressa que leva muitas pessoas a fazer o uso de remédios para perder quilos de forma mais rápida, o que nem sempre é saudável e pode prejudicar o organismo. O bom emagrecimento é aquele em que a saúde é preservada. Um dos remédios que tem sido consumido e receitado é a fluoxetina, para quem quer emagrecer rápido sem muito esforço físico. Apesar de ser bastante usado ele pode trazer riscos a saúde.

O que é a Fluoxetina?

 A fluoxetina para quem não conhece é um antidepressivo, muito conhecido pela pelo nome comercial Prozac (fluoxetina é o genérico). Sua ação é recaptar a serotonina, um neurotransmissor que regula o humor e a sensação de bem estar no corpo humano. Ele é receitado para pessoas diagnosticadas com bulimia nervosa, depressão moderada à grave, transtorno obsessivo compulsivo (TOC). Mas alguns profissionais a receitam para perda de peso, mesmo não sendo essa a sua função.
fluoxetina

Fluoxetina: Ajuda a Emagrecer?

Apesar de ser receitado por muitos profissionais a fluoxetina não emagrece, pois não age no centro de fome do organismo como os remédios feitos para emagrecer. O que a fluoxetina faz é dar mais otimismo melhora o humor, controla a ansiedade a depressão e o sono. Estes últimos fatores como a ansiedade são alguns dos motivos que levam as pessoas a engordarem. Com a ansiedade controlada e melhores noites de sono fica mais fácil emagrecer, com a ajuda de uma boa dieta.
O risco de usar diariamente a fluoxetina são sintomas como boca seca, comportamentos psicóticos em pessoas predispostas, confusão mental. Podem surgir sintomas de insônia, nervosismo, insônia, náuseas, fadiga, sangramento vaginal fora da menstruação, diarréia, anorexia, perda de libido, tremores, entre outros. Ou seja, o uso diário para pessoas que usam para emagrecer pode ser muito prejudicial. Caso o medico recomende este medicamento é importante procurar outras opiniões e alternativas. Uma boa alimentação combinada com exercícios físicos ainda é a melhor opção e a mais eficaz. O uso de remédios deve ser feito em último caso.



Comente!




*Campos obrigatórios