Erliquiose ou Erlichiose Canina

Cachorros de estimação devem ser checados frequentemente quanto à existência de carrapatos

Artigo publicado por Bruna nas categorias: Animais, Variedades

Os termos científicos Erlichiose (Erliquiose) podem não ser familiar, mas o seu significado popular é mais conhecido, já que é a famosa doença do carrapato. Esta doença é transmitida dos carrapatos para os cachorros através da sua picada. Ela precisa ser tratada quando atinge o animal e a melhor forma começa pela prevenção, com a boa higienização e cuidados, assim há como evitar a Erliquiose canina.

cão em exame

O que é a Erlichiose ou Erliquiose em Cães?

Esta doença é infecciosa e conhecida também por ser uma zoonose, pois pode ser transmitida também para o homem. O carrapato infectado possui em seu corpo uma bactéria, que ao ser transmitida invade os glóbulos brancos dos cachorros. Portanto, o agente transmissor é o carrapato de nome cientifico Rhipicephalus sanguineus. A doença do carrapato em cães acontece principalmente porque este inseto habita as áreas urbanas.

Como é Transmitida?

O carrapato infectado pica o cachorro e assim transmite a zoonose. O carrapato pode ser infectado quando pica um cachorro que esteja com o parasita em seu corpo, e assim a transmissão da doença é feita constantemente, num ciclo.

Sintomas

Os sintomas da Erlichiose canina podem ser percebidos dependendo do estágio em que o animal está. Na fase aguda, os sinais clínicos da Erlichiose canina são febre, redução de peso, letargia, secreção nasal purulenta, tremores musculares entre outros. Ainda pode surgir depressão, hemorragias, edema de membros, anorexia e mucosas pálidas. Apenas o veterinário tem como determinar o prognóstico da doença, ele realiza exames laboratoriais, como hemograma.

Tratamento

Os tratamentos para a doença do carrapato são importantes, os veterinários costumam passar antibióticos como principal forma de tratar. Portanto, a única forma segura de tratar a Erlichiose (Erliquiose) nos cachorros é com a prescrição de remédios pelo veterinário. Por ser um parasita que atinge o sangue, algumas vezes é preciso fazer uma transfusão sanguínea. A doença do carrapato tem cura quando bem tratada.

Prevenção

A melhor forma de prevenção da doença do carrapato em cães é sempre verificar se existem carrapatos em seu copo, principalmente debaixo das orelhas e dorso, e além de fazer a retirada deles, o animal deve estar sempre com a higiene em dia. O tratamento preventivo também inclui algumas medidas de profilaxias no ambiente. Quando não estão no hospedeiro (cachorro), o carrapato fica localizado em tapetes, vãos de paredes, batentes de porta entre outros. Tanto no ambiente quanto no animal, devem ser usados carrapaticidas a base de piretróides.



Comente!




*Campos obrigatórios