Como Lidar com o Primeiro Namoro de um Filho

Aprenda como lidar com o primeiro namoro de seu filho.

Artigo publicado por Bruna nas categorias: Dicas, Relacionamentos

Com os filhos crescendo, uma série de novas responsabilidades e novos desafios começam a aparecer. A adolescência, por exemplo, traz em seus filhos problemas de identidade, descobrimento sexual e, claro, os primeiros namoros. Namorar é saudável e normal em um adolescente, mas muitos pais morrem de medo de quando esse momento chega.

Afinal, o que é o melhor a fazer quando o filho ou filha começa a namorar? Você deve proibir? Ele ou ela é muito nova pra isso? É hora de falar sobre sexo? Eles podem sair sozinhos? Qual é a melhor forma de agir com os filhos namorando?
primeiro namoro

A Idade Certa

Não existe uma idade certa para namorar, existem jovens que começam bem cedo (e hoje em dia parece que as crianças já começam a namorar), existem jovens que deixam esses tipos de relacionamentos para o fim da adolescência e início da idade adulta. Então, não existe uma idade em que sua filha está liberada para namorar; caso ela comece um relacionamento, é melhor você dobrar a atenção e perceber se ela está indo bem na escola e entre outras áreas da vida.

Limites

Paixões deixam os adolescentes bem diferentes, e isso é esperado. Deixe bem claro para seu filho que ele só pode sair com a namorada depois de cumprir suas obrigações. Começar a namorar não faz do seu filho diferente do que ele era antes. Mantenha os limites de horário e quantas vezes ele pode sair por semana como sempre foi. Caso você fosse bem liberal, continue, se fosse bem estrita, continue também.

Educação Sexual e Emocional

O ideal é que seu filho ou filha sempre tenha uma noção de educação sexual. Tratar o sexo como tabu e não falar sobre isso só piora a situação dos jovens, pois existem muitos incentivos internos e externos para que eles façam sexo, então é melhor não deixá-los ignorantes sobre o assunto. Pode ser que sua menina ou menino ainda não esteja interessada (o) em sexo, mas nunca se sabe, eles não irão lhe falar sobre isso.

Converse mesmo assim sobre DST, preservativos, a importância de ir em um ginecologista (para as meninas) e o respeito e cuidado que devemos ter com nossos parceiros em um relacionamento. Seja um aliado ou aliada dos seus filhos, e você sempre vai ter uma noção do que acontece na vida deles.



Comente!




*Campos obrigatórios